A Dermoestimulação com Ácido Poli-L-Lático é um conceito de preenchimento facial para sulcos e rugas que proporciona a estimulação do colágeno, sendo uma opção muito procurada para o rejuvenescimento.

O Ácido Poli-L-Lático (PLLA) é uma substância aprovada pelo órgão de fiscalização dos Estados Unidos (FDA) que começou a ser utilizada no Brasil em 2005, sendo aprovada pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso estético.

A dermoestimulação é realizada com uma substância biocompatível e biorreabsorvível, o que significa que ela não oferece possíveis riscos para a saúde e ainda é absorvida pelo organismo.

 

Como funciona a Dermoestimulação com Ácido Poli-L-Lático?

O processo de envelhecimento da pele facial normalmente se inicia por volta dos 30 anos, quando a renovação celular costuma se tornar mais lenta. Com o tempo é possível observar a perda de tecido muscular, tecido ósseo e a atrofia da pele.

Para minimizar esses problemas, técnicas inovadoras estão sendo realizadas com o objetivo de preencher, aumentar o volume e estimular o colágeno da pele.

Hoje em dia, é possível classificar os procedimentos de preenchimento facial como biodegradáveis/temporários e os não reabsorvíveis/permanentes.

A Dermoestimulação com Ácido Poli-L-Lático é classificada como um procedimento temporário, e estudos já comprovaram a segurança em utilizar o Ácido Poli-L-Lático, que já é usado há décadas em diversas áreas de medicina, como implantes intraósseos, vetor biodegradável para medicamentos, fios de suturas, etc.

Diferentes de outros tipos de preenchimentos faciais disponíveis no mercado, a Dermoestimulação com Ácido Poli-L-Lático não realiza apenas o preenchimento de rugas ou sulco.

Cada vez que o procedimento é realizado, ocorre a estimulação de colágeno novo, o que proporciona uma gradativa melhoria na flacidez e correção de rugas.

O procedimento é realizado de forma injetável, sendo aplicado na camada dérmica. Por ser biocompatível e biorreabsorvível, o ácido não proporciona alergias e com o tempo é absorvido pelo organismo.

Quais são os resultados?

A quantidade de sessões irá variar de acordo com a necessidade de cada paciente após passar em uma avaliação com o médico. No entanto, são indicadas em média cerca de três sessões mensais.

A produção do colágeno aumenta a espessura da pele, suavizando as marcas e linhas de expressões e alterando o contorno do rosto.

De acordo com cada paciente, é possível observar resultados que demonstram um rejuvenescimento de até 5 anos na pele. Os resultados costumam durar por até dois anos, após esse período a absorção do ácido pelo organismo já estará quase completa.

É importante ressaltar que esse procedimento deve ser realizado por um médico especializado.

Por isso, para maiores informações sobre a Dermoestimulação com Ácido Poli-L-Lático entre em contato com a equipe da Yong e solicite uma avaliação.

Agende sua Consulta

Artigos Relacionados

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário